<projeto StoryLearn> em parceria com a PT Inovação

Perfil

//mais sobre mim

Arquivo

Posts

Segunda-feira, 21 de Maio de 2012

 

vídeo onde se pode ver a técnica utilizada pelo Common Craft desconstruída em pequenos passos


Domingo, 18 de Março de 2012

 

 

9 tips to get audience’s attention in 10 seconds

 


Segunda-feira, 12 de Março de 2012

 

Storytelling versus Corporate Speak


 

by goodscoutgroup


Quinta-feira, 01 de Março de 2012


by epipheo

 

Poder-se-á considerar 'digital storytelling para formação informal'...?


Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2012

 

Boas dicas para construir/produzir a sua história em vídeo, segundo Drew Keller.


Terça-feira, 14 de Fevereiro de 2012

 

 

by Column Five

via Bárbara Cleto


Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2012

 

"i think that passion is the most important thing",

Francesco Franchi: On Visual Storytelling and New Languages in Journalism


Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012

 

a licença creative commons, a propósito da utilização de material de qualidade e legal nos conteúdos dos VLO.


 

Blog sobre E-Learning.

 

o post do blog 'Storytelling: Web 2.0 Style' faz referência a um artigo interessante (clicar na imagem)

e à wiki de 'web 2.0 storytelling'


 

Um post interessante no blog de Carlos Santos [obrigada pela dica ;)], de 2006

RIP-ping on Learning Objects

by David Willey

 

Learning Objects: RIP or 1.0?

 

by Darcy Norman

 

 


 

by slidesthatrock


Terça-feira, 24 de Janeiro de 2012

 

by Tarouco (2003)


 


by Dan Roam


Domingo, 22 de Janeiro de 2012

 

 

by c2bdesign


 

The Back of the Napkin: Solving Problems and Selling Ideas with Pictures

by Dan Roam 

 

 

by c2bdesign

 

 


 

 

by rem


 

Um bom mapa mental onde se percebe o que é Visual Thinking (saliento os 'ramos' da Aprendizagem e dos Símbolos).

by rem


Domingo, 08 de Janeiro de 2012

 

a 14 de dezembro, eu e a Ana Pinho definimos o método de amostragem a utilizar na investigação:

Tendo como objetivo estudar exclusivamente um público específico, o método da amostragem será não probabilístico e a amostra de conveniência será intencional. 

O projeto StoryLearn vai ser desenvolvido no âmbito da formação corporativa da PT Inovação, sendo dirigido a um público-alvo específico: formadores, que utilizam o Learning Object como material complementar de formação, e os formandos, que aprendem com este. Mais concretamente, adultos de ambos os sexos, com idades a rondar os 30 anos, com literacia digital.

Tendo como objetivo estudar exclusivamente este público, a amostra desta investigação será intencional.

Uma vez que a abordagem deste projeto é muito específica, a recolha de dados será utilizada num primeiro momento como introdução ao contexto sócio-cultural, através da técnica inquérito com a utilização do instrumento inquérito por questionário.

A recolha de dados situar-se-á no contexto sócio-cultural dos indivíduos e da formação.

 


Sábado, 07 de Janeiro de 2012

~ poet muriel rukeyser


 

10 dicas válidas para pessoas e dissertações (clicar na imagem)

via Bárbara Cleto


 

by bethkanter

via Bárbara Cleto


Quinta-feira, 05 de Janeiro de 2012

 

Vídeo que explica uma das 7 chaves do Storytelling — Humanizar a história.

O que nos faz sentir ligados com um objeto? Drew Keller descodifica alguns aspetos do lado emocional humano da narrativa do DST:

 

A curva da narrativa

+ Início: protagonistas e problemas

+ Meio: explorar opções

+ Fim: problema resolvido

 

+ Estrutura familiar para as audiências

+ Estabelecer a história que se vai contar

+ Evitar fundos com parede branca, salas de conferência, fundos que provocam distração, licenças de direitos reservados.

+ Utilizar elementos que ajudem a contar a história, que identifiquem o tom e o foco da história

+ Toda a história necessita de tensão. Criar um conflito para resolvê-lo e demonstrar as consequências caso isso não aconteça.

by Drew Keller


 

vídeo sobre a importância do Visual Storytelling

 


 

8 bons exemplos de storytelling utilizado para fins não-lucrativos

+

ferramentas úteis para a sua construção


Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011

 

via deviantart

 


Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2011

 

 


Terça-feira, 29 de Novembro de 2011

 

projeto de colega do ano passado sobre storytelling na formação profissional.


Quarta-feira, 23 de Novembro de 2011

 

 5 paradigmas da interação

by Irla Rebelo


Domingo, 20 de Novembro de 2011

 

links de digital storytelling

via delicious


 

um slideshare que demonstra rapidamente o que é importante na apresentação de uma história.


 

as razões da importância do Storytelling na Aprendizagem


 

Project Based Learning

um vídeo onde, através do Digital Storytelling, se explica como é que se pode aprender um determinado conteúdo tendo como base um projeto prático (experimentação).

 


Sexta-feira, 11 de Novembro de 2011

 

Até à data confrontei-me com múltiplas áreas de interesse para o projeto levando-me, deste modo, a tornar o meu estudo (demasiado?) complexo. Embora tenha noção disso, aqui deixo o título e índice atual:

 

"Narrativas Digital Storytelling em contexto de Formação Profissional – o lado emocional da Comunicação Audiovisual Digital"

 

0.1. Objetivos: Geral e Específicos

 

0.2. Questões de Investigação

 

1. Enquadramento Teórico

1.1. Digital Storytelling (DST)

1.1.1 Center for Digital Storytelling, definição do conceito [LAMBERT, 2010] [PORTER, 2004]

1.1.2. Narrativas de Storytellers Profissionais [MILLER, 2010]

1.1.3. Técnicas do campo Audiovisual Digital [LAMBERT, 2010] [PORTER, 2004]

1.1.4. Utilização no campo da Aprendizagem (Ensino Universitário e Formação Corporativa

[FRAZEL, 2010] [MCDRURY e ALTERIO, 2003] [OHLER, 2008] [BARRET, 2006] [BASSINI, 2006]


1.2. Formação Profissional em contexto Corporativo

1.2.1. Learning Objects (LO) e Ambientes Virtuais de Aprendizagem para Formação

1.2.2. Validação da Formação “StoryLearning”

           
1.3. Teoria da Comunicação no contexto DST

1.3.1. Linguagem [VYGOTSKY, 1934]

1.3.2. Estética – O que nos seduz e prende a atenção

1.3.3. Semiótica dos Gestos [CASSEL e MCNEILL, 2004]

           
1.4. Design Thinking: Criar para Pessoas

1.4.1. Design de Informação

1.4.2. Design Emocional [NORMAN, 1988-2004] [ESSLINGER]

1.4.2.1. Fator humano: Emoção [ECKMAN, 2003] [DAMÁSIO, 2000]

1.4.3. Design de Interação

1.4.3.1. Interação Humano-Computador [NORMAN, 1988-2004] [PREECE, 2005] [MOGGRIDGE] [COOPER, 2009]

1.4.3.2. Parâmetros para o Desenvolvimento de Interfaces [BASSINI, 2010] - Heurísticas de Usabilidade [NIELSEN, 1994] confrontadas com os Sete Princípios do Design Universal [MACE, 1987]

 

2. Enquadramento Empírico

           
2.1. Metodologias e Tecnologias para criar Learning Objects em contexto de Formação 

(Auto-Aprendizagem) [SANTOS e MOREIRA, 2011] [DENATALE, 2008]

           
2.2. Desconstrução do lado Emocional do DST – concetualização da narrativa audiovisual digital

 

3. Conclusões

 

4. Bibliografia


Quinta-feira, 10 de Novembro de 2011

 

um vídeo partilhado pela Bárbara Cleto, obrigada *



 


Quinta-feira, 20 de Outubro de 2011

 

"People are hungry for stories. It's part of our very being. Storytelling is a form of history, of immortality too. It goes from one generation to another."
~ Studs Terkel


Quarta-feira, 19 de Outubro de 2011

 

Aqui fica um link interessante para, rapidamente, se perceber os 7 elementos do Digital Storytelling, segundo Lambert (2003) :

e um diagrama sobre o mesmo assunto


Sexta-feira, 07 de Outubro de 2011

  

porque escolhi esta temática?

O "ato de contar histórias" não é algo recente, sempre houve a necessidade de transmitir conhecimentos de geração em geração. Embora o registo gráfico tenha tido um papel decisivo na História da Humanidade, a informação que passou "de boca em boca" teve sempre uma força muito particular.
A primeira vez que tive contato com esta arte de transmissão de conhecimento adaptada à era audiovisual digital foi com o exemplo da empresa Common Craft (www.commoncraft.com), onde me apercebi que ensinar um determinado conceito através de uma história leva o espetador a reter melhor o que se acabou de transmitir.

Posto isto, ao saber que havia uma proposta para a dissertação de mestrado sobre este tema, não hesitei em candidatar-me ao projeto em parceria com a PT Inovação. Deste modo, para além de abordar temas do meu interesse como o ensino/formação, o Storytelling e a sua adaptação à realidade emergente do Mobile, vi aqui uma oportunidade de concretização de um projeto em ambiente empresarial.

 

que título(s) daria, neste momento, à minha investigação?

- Mobile Digital Storytelling – a produção e realização audiovisual de narrativas

- Digital Storytelling em Contexto Mobile – métodos de construção de narrativas audiovisuais

- Formação em Contexto Mobile – narrativas Digital Storytelling

 

“(Not) gonna do's, perhaps I'll do, don't have clues" do meu projeto de investigação

O projeto foi iniciado dia 1 de Setembro.

Neste momento, uma parte do Estado da Arte já foi feita por Josias, aluno de Doutoramento do DeCA.

A planificação do projeto global já foi apresentada a todos os elementos da equipa.

Tanto eu como a minha colega Ana Pinho (anampinho.blogs.ua.sapo.pt) estamos com especial atenção no Estado da Arte para, posteriormente, cada uma se focar na abordagem que lhe foi destinada – a minha abordagem mais conceptual e a dela mais técnica.

O meu objetivo inicial é procurar narrativas que "funcionam" no contexto do Digital Storytelling, estudando e comprendendo a "fórmula" aplicada à realidade da Formação e à do Mobile (com especial atenção nos Learning Objects). Como anteriormente referi, questões de natureza técnica como usabilidade ou interação não serão o foco da minha abordagem.

Será ainda objetivo da investigação perceber se haverá viabilidade de concretização de um ou mais Learning Objects, conseguindo testar o seu funcionamento em utilizadores reais.

 


Terça-feira, 27 de Setembro de 2011

 

 

a história do personagem aborda as diferentes funcionalidades do site

by pearltrees

 

 

 

a história explica um conceito e como ele funciona

by commoncraft